Limpeza pós obra é um serviço essencial e barato

Limpeza pós obra é um serviço essencial e barato

Uma pequena reforma e uma grande construção tem muita coisa em comum, muito mais do que imaginamos. Ambas criam e acumulam sujeira, que só nós damos conta da proporção quando a obra é finalizada, aí vem aquela dor de cabeça de como limpar tudo isso e, nem sempre, damos conta sozinho. Nessa situação bem específica, uma atividade traz a solução: é a chamada limpeza pós obra, um serviço destinado a eliminação de resíduos e sujeiras acumuladas no local da obra.

Preço médio é de cerca de R$ 7 por metro quadrado

O serviço, normalmente, é oferecido por empresas que já trabalham com limpeza, mas mais a caráter de faxina e limpeza geral, que pode ser utilizado tanto por empresas como para serviços residenciais. No caso da limpeza pós obra é um serviço mais específico, que demanda de equipamentos e materiais adequados a atividade.

A ideia é a conservação do ambiente que acabou de passar por uma obra. O local recebeu diversos tipos de resíduos como tinta, cimento, areia e outros materiais. No caso da areia, por exemplo, ela pode acabar arranhando pisos e porcelanatos, então a atividade é destinada para que não sejam danificados.

O setor começou a figurar e mostrar força em 2011 e, nesse ano mesmo, foi capaz de movimentar cerca de 31 milhões de reais nesse período, além de gerar mais de um milhão de empregos diretos.

Não é mais por capricho

A limpeza pós obra existe há algum tempo, mas não era utilizada como hoje. Antes a atividade era caracterizada mais como um capricho, do que como um serviço essencial, situação que está bastante mudada atualmente e, é só pensar no final da obra para entender o porquê.

Muitas vezes não damos conta sozinhos de limpar tudo aquilo ou não temos o equipamento adequado. Em casos mais extremos, até a estética do local pode ser prejudicada caso não seja limpa adequadamente. Com essa premissa, as empresas conseguem mostrar a importância da limpeza pós obra, além de apresentarem uma vantagem de isso ser feito por uma equipe especializada.

Se você ainda não entendeu porque o setor tem crescido tanto, é só se pôr no lugar de uma construtora, que ao final da obra tem muito mais coisas a serem limpas, uma limpeza bem pesada aliás.

Contratar um serviço não especializado pode sair mais caro

Ao lidar com esse tipo de situação, as empresas recorrem primeiro a faxina comum, que não é específica para o pós obra. Isso acaba saindo bem mais caro do que contratar uma empresa especializada, já que elas trazem um custo muito baixo para o serviço.

Como a construção civil é o principal público dessas empresas, é lógico que elas irão oferecer um serviço de qualidade com custo muito menor do que uma limpeza geral. Na cartela de clientes, 80% é composto por empresas de construção.

Para se ter uma noção dos valores, as empresas, normalmente, cobram um valor médio que vária entre R$ 5 a R$ 7 por metro quadrado, colocando no papel isso sai por quase.

Avatar

Ray

Blogueiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *